VÍDEOS CORPORATIVOS -10 DICAS BÁSICAS

Para fazer vídeos corporativos e vídeos promocionais em condições profissionais, há uma série de fatores que não podem ser ignorados. Mesmo assim devemos entender que fazer um vídeo corporativo não é regida pelas regras de um vídeo caseiro.

Aqui te mostraremos 10 cuidados especiais para uma boa produção audiovisual.

O comprimento de conteúdo. Mesmo que possa parecer, um vídeo muito longo não é conveniente, salvo algumas exceções. O melhor é optar sempre por conteúdos curtos pensando no estilo de consumo atual de conteúdo audiovisual pela disseminação do streaming.

Tempo necessário para analisar o que será produzido. Um vídeo não é feito de um dia para o outro. Desde a ideia, escaleta, roteiro que fazem parte da pré-produção, passando pela produção para posteriormente fazer a finalização podem levar dias ou semanas. Por isso é importante um planejamento do que vai ser filmado pautado pelo roteiro previamente decidido, prezando sempre pela mensagem desejada.

O cliente deve confiar no critério dos profissionais capacitados da produtora. Uma boa produtora sabe por experiência e por formação da sua equipe tudo aquilo que vai funcionar para o cliente. É importante que exista uma boa comunicação transparente e acima de tudo de plena confiança.

O que gravar? Quando contas uma historia há cenas que é melhor deixar no imaginário do espectador, isto é necessário para que se entenda o que é desejado no conceito do projeto. Decidir o que e como gravar é um trabalho que requer de profissionais que saibam contar histórias em vídeo.

Cuidado com as traduções, caso sejam necessárias. No casso de uma cena precise ser emitida em vários idiomas, deixe que os profissionais te assessorem. Em diversos casos, as frases feitas para determinados idiomas ou linguagens não tem o mesmo sentido, ou mesmo pode ser mal interpretado pelo público que assistirá teu vídeo.

Folha de pauta. o planejamento é a melhor maneira de fazer as coisas. No caso de produção de vídeos corporativos e promocionais não é diferente. Uma boa folha de pauta ou cheklist elaborada pela produtora são imprescindíveis, pois detalham prazos, castings gravações cenografia, produção e pós-produção. Se acreditavas que era só apertar o REC, no estavas focando bem em teu projeto audiovisual.

Fugir da linguagem técnica. A linguagem técnica pode parecer adequado para comunicar certas coisa e destacar profissionalismo. Mas, dependendo do publico a quem se destina teu projeto, deveria ser evitado. Deve-se evitar termos rebuscados e usar linguagem mais popular para ser entendível.

Contar com os melhores recursos para maximizar a qualidade. No é o mesmo gravar desde um Mobile, comparando à qualidade de câmeras profissionais. Por muito que os fabricantes de smartphones digam que sim. Se tua empresa vai investir dinheiro em vídeos corporativos, a qualidade de imagens tem que ser notada, pois é o vivo reflexo de tua empresa que está em jogo.

A pos-produção é a chave. Este é um processo que o cliente não da a devida importância. Um vídeo que não conta nesta fase com um nível técnico atualizado, não mostrará a qualidade possível na hora de editá-lo. Por isso este processo deve ser considerado como o 50% de todo o projeto.

Orçamentos fechados e especificados. Deixamos isto para o final, mas é o segredo mais importante para evitar mal entendidos. Uma boa produtora sempre te oferecerá um orçamento detalhado para evitar mal entendidos. Uma boa produtora sempre te oferecerá condições e opções que poderão melhorar tua ideia inicial.